Revista Acontece Regional

Taxa de desemprego registra queda


O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) divulgou na última sexta-feira (30), uma pesquisa onde aponta queda na taxa de desemprego. O balanço corresponde ao trimestre, encerrado em julho deste ano, porém a crise atinge, ainda, 12,6 milhões de brasileiros, segundo a Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua).O rendimento mensal dos trabalhadores ficou em R$2.286 no período, frente a R$2.290 no mesmo período de 2018. O número de brasileiros do setor privado sem carteira assinada bateu recorde da série histórica, que começa em 2012, com 11,7 milhões de pessoas nesta situação. O aumento foi de 5,6% em comparação ao mesmo trimestre de 2018, com mais 619 mil pessoas no trabalho informal.  O número de trabalhadores por conta própria também bateu recorde, com 24,2 milhões de pessoas. Em relação ao ano anterior, o indicador apresentou elevação (5,2%), um adicional estimado de 1,2 milhão de pessoas.O número de pessoas subutilizadas no Brasil chegou a 28,1 milhões, sem mostrar variação significativa frente ao trimestre anterior. No confronto com igual trimestre de 2018, esta estimativa cresceu 2,6%, ou mais 703 mil pessoas subutilizadas.O IBGE classifica como subutilizados os brasileiros que estão disponíveis para trabalhar mais horas por dia, e os desalentados, que desistiram de buscar emprego, além de uma parcela que não consegue procurar trabalho por diferentes motivos.

Compartilhe isso:
http://www.faal.com.br